torrente

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

uma torrente de pensa
(mo)mentos sem fim se(m) co(r)(roem)
movem dentro de mim
dores abstratas sem ros
(a)tos nem nomes nem par
to de mim distante
em outras terras
na sempre constante espera
(cre)nça de que não há de ter
minar assim
sem fim

(mc, 7,879)

(fonte da foto)

Print Friendly, PDF & Email

A impressão de sua alma a esse poema: