espaço

eu me espalho
em pedaços
esparsos
no espaço
entre nós

mas passo
no espelho
de nós dois
sem compasso

meu atalho, vermelho,
de sangue um traço
e recomeço
ainda velho

(eal, 22315)

além do

é como se,
sem pensar,
sem avisar,
sem causar espanto
e ser espantosamente impensável
aquele no espelho
de lá saísse
e viesse conversar
viver a vida fora do espelho
do lado de cá da imagem
refletida
e reflexo e refletido
co(n)vivem
e se mesclam e se confundem
e riem
ao mesmo tempo
e pensam o mesmo pensamento
a mesma cor
a mesma roupa em corpos distintos
um único olhar para o horizonte
mas será que eram dois?
que reflexo? quem refletido?
qual lado do espelho é este aqui?

(10119)