sem título

teu silêncio
assim assustado
me cansa

de dizer coisas sem nexo
ouvidas sem querer
em ventos e sombras

porém, é mesmo preciso
que gritos passageiros
me despertem anseios

e voltem a ser mentiras
abandonadas sem ternura
e teu silêncio
assustado
permaneça belo e cansado

Print Friendly, PDF & Email

A impressão de sua alma a esse poema: