Maria

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

rasguei as fotos
fugi de moto
corri feito rouco
gritei até ficar louco
me escondi da insana platéia
falei muito, mas não tenho idéia
do tema, do assunto, do dia,
mas não consigo te esquecer, Maria!

subi o morro correndo
roubei flores do cemitério tremendo
o ar poluído do rio respirei
e com olhos irritados chorei
não encontrei mais meu nome no armário
profanei templos, vomitei no vigário
e sem fôlego, queimando meu peito ardia –
só sei que não sei quem é você, Maria!

(scs, 31811)

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×