O blog

É como um livro antes de ser publicado, uma espécie de ensaio, de quase-livro. É o registro do que poderá, ou não, futuramente ou preteritamente ser um livro. Ou vários. Em tempos cibernéticos, o blog é a versão do velho caderno de anotações. Apesar de eu ainda gostar de escrever primeiro à mão, garranchos, em papéis variados.

Todas as poesias sem nome de autor são minhas. Direi quando forem de outrem. Por serem minhas, caso sejam vistas em outros lugares, devem sempre trazer meu nome e fonte. Respeito pelo trabalho alheio é bom e eu gosto.

Print Friendly, PDF & Email

A impressão de sua alma a esse poema:

%d blogueiros gostam disto: