Monthly Archives: Fevereiro 2013

epitáfio (paulo leminski)

Aqui jaz um grande poeta.
Nada deixou escrito.
Este silêncio, acredito,
são suas obras completas.

17 fev 2013

157*

humilde
contente
sem
nada
vivia
homem

10 fev 2013

156*

sem
sofre
meu
coração
o
amor

10 fev 2013

155*

almejava
sem
nem
sorrir
sonhar
viver

10 fev 2013

154

Kleenex
macio,
coração
duro,
lágrimas
hipócritas

10 fev 2013

noite, luz

na noite
houve Tua luz,
tão única e forte –
e noite
não houve mais

(sa, 12113)

10 fev 2013

153 (múltipla)

tão
pouco
a
dar
por
tanto

dar
tão
pouco
por
tanto
dado

dar-me
é
tão
pouco –
deu-Se
todo

venho
virás?
venho
virás?
venho
vem!

a
morte

não
mata
!

única
mente
que
não
mente:
Cristo!

10 fev 2013

152

coma
a
vontade:
que
gosto
tem?

10 fev 2013

151

e
se
fosse
como
se
existisse?

10 fev 2013

de longe

Tu te deixaste ver
e, vendo-Te,
eu me vi
ao me ver
Tu me quiseste
e eu não mais me quis:
Te quis
– e como pode ser que
Tu me quiseste
sempre me quiseste!

(sa, 291212)

10 fev 2013