a cidade e suas rugas

De tudo que vi,
nada parece
resistir
à força do vento,
à impiedade do sal,
à carícia da areia,
ao tormento do Sol,
à pressa do tempo,
à indiferença da Lua.

(n, 24912)