Monthly Archives: janeiro 2012

35

no
mar
mergulho
meus
medos
mínimos

07 jan 2012

34

corro
espantado
para
teus
braços
assustados

07 jan 2012

33

imaginei
ouvir-te
pensar
que
vias
imagens

07 jan 2012

32

sempre
soube
que
sua
sombra
sumia

07 jan 2012

31

escolho
esquecer-te,
esquivo-me
das
esquisitas
lembranças

07 jan 2012

30

na
tua
língua
minha
língua
repousa

07 jan 2012

29

nunca
houve
quem
me
ouvisse
assim

07 jan 2012

29

não
mais
verás
o
horizonte,
condenado

07 jan 2012

flor

e como não seria
num instante o brilho da flor
tênue, envolta em calmaria,
no clamor surdo por outro amor?

07 jan 2012

28

lembra
de
quando
viver
era
urgente?

07 jan 2012

%d blogueiros gostam disto: